PISO DO PROFESSOR FICA EM R$ 1.451,00

Professores programam greve nacional para os próximos três dias, reivindicando a aplicação do reajuste de 22% do piso, anunciado recentemente pelo Ministério da Educação (MEC).
Com o reajuste, o valor do piso do professor de nível médio passou para R$ 1.541,00, mas há uma compreensão de que o valor deva ser ajustado para aqueles profissionais que tem graduação, especialização, mestrado ou doutorado.
Muitos prefeitos e governadores do País, alegam não terem condições de custear o aumento. Governadores chegaram a se reunir com o presidente da Câmara dos Deputados, Marco Maia (PT-RS), para pedir a aprovação de um projeto de lei que altere o critério de correção do piso, que passaria a ser feito com base no Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), que mede a inflação.

No Estado do Ceará, a secretária de Educação do Estado, Izolda Cela, já confirmou que vai pagar o aumento referente ao piso. Assim como o Ceará tem condições de pagar os 22% de reajuste, Apuiarés e os demais municípios cearenses também podem arcar com o novo valor do piso, isso porque, há uma complementação destinada pelo Governo Federal.
De acordo com a Lei do Piso, em seu artigo quarto, está prevista a complementação de verba para aqueles estados e municípios que comprovarem não ter condições de pagar o piso salarial do magistério. "Não justifica o município deixar de pagar o piso por falta de recursos", portanto.
Para requerer a complementação, é necessário atender algumas exigências, como comprovar a aplicação de 25% dos recursos em educação e demonstrar o impacto que a Lei do Piso causa ao município. O reajuste está previsto na Lei do Piso, em seu artigo quinto, onde diz que será atualizado anualmente, em janeiro.
No Ceará a greve nacional dos professores, está sendo organizada por sindicatos e associações como o Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação do Ceará (Sindiute). Dentre as reivindicações, estão: aplicação de 10% do PIB na educação, implementação universal da Lei do Piso e destinação de um terço da jornada para atividades extraclasse.
Em Apuiarés, ainda não foi enviada pelo Prefeito a mensagem de reajuste para Câmara Municipal. Ficando a categoria na expectativa de uma definição do Gestor municipal.